Procedimentos invasivos

Toracocentese
Toracocentese

O atendimento de pacientes na enfermaria exige a realização de uma série de procedimentos invasivos. Para garantir a segurança do paciente e evitar que passos críticos sejam esquecidos, uma rotina deve ser seguida em todas os casos:

1) Orientações ao paciente

  • indicação do procedimento: explicar porque o procedimento foi indicado.
  • riscos: quais são os riscos associados ao procedimento (a maior parte deles envolve perfuração, sangramento e infecção); explicar que, embora haja riscos, os benefícios esperados pela realização do procedimento são considerados superiores.
  • consentimento: obter autorização do paciente para a realização do procedimento (exceto em situações de emergência em que o paciente é incapaz de fornecer consentimento).

Existem materiais disponíveis no UpToDate com informações por escrito para pacientes que serão submetidos a procedimentos invasivos. Você pode utilizar estas informações como modelo para informar os seus pacientes – veja o guia de toracocentese como exemplo.

2) Separação dos materiais

Este é o momento em que se pode repassar mentalmente cada um dos passos: separe primeiro os materiais de assepsia e antissepsia, depois os de anestesia, depois os materiais para o procedimento e por último o que for necessário para os cuidados posteriores (curativos e pedidos de exame, por exemplo).

3) Assepsia e antissepsia

Verifique se o procedimento necessita de precauções padrão ou esterilidade completa

Antissepsia

  • lavar as mãos
  • luvas de procedimento, máscara e gorro
  • antissepsia do paciente com solução degermante

Assepsia para procedimentos estéreis

  • realizar os passos da antissepsia
  • utilizar avental estéril, máscara, gorro e luva estéril de tamanho apropriado
  • utilizar solução degermante e alcoólica para antissepsia do paciente
  • utilizar campos estéreis

4) Anestesia

Para os procedimentos que necessitam de anestesia local, pode ser utilizada lidocaína com ou sem vasoconstritor.
Uma revisão detalhada sobre as indicações, formas de uso, doses e contraindicações ao uso de lidocaína e epinefrina pode ser encontrada neste link do UpToDate.

5) Procedimento

Este é o momento para a realização do procedimento específico.
Vídeos demonstrativos estão disponíveis nos links abaixo:

6) Limpeza do ambiente

Lembre-se de descartar todos os materiais pérfuro-cortantes em recipiente apropriado. Os demais materiais descartáveis devem ser descartados no lixo. Recipientes com líquido de ascite ou derrame pleural devem ser deixados no expurgo.

7) Cuidados após o procedimento

  • curativo
  • reavaliação clínica – pesquisar as complicações mais frequentes do procedimento
  • exames complementares quando necessário
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s